Benedita


Este fim de semana regressei ao trabalho.

2020 está a ser um ano complicado. Casamentos adiados, sonhos em espera. Fiquei fechada em casa no ano em que esperava concretizar os meus objetivos. Nos últimos 3 meses e meio saí de casa uma vez, para fotografar os Retratos à Porta, uma iniciativa da Rita Ferro Alvim. Esta iniciativa deu-me confiança para voltar a fazê-lo. Ontem voltei ao trabalho, e foi o início de uma semana que se espera atarefada. E fiquei tão feliz, foi tão bom. Cheguei a casa com tanta energia que só me apetecia dançar. O regresso ao trabalho está por norma ligado ao final das férias, algo chato. Mas, para mim, traduz-se numa felicidade imensa. E é assim que eu percebo que escolhi bem a minha profissão. Quando é algo com que sonho e anseio, com que faço sempre com um sorriso no rosto, e que me enche o peito com amor e alegria.

Regressei com uma sessão de família em que a estrela foi a Maria Benedita. Não consigo imaginar uma melhor forma de regressar ao trabalho. Com uma família bonita, onde é visível o amor que sentem uns pelos outros, e que aproveitaram um final de sábado à tarde para brincar à beira mar, onde tanto gostam de estar, e me deram estes resultados bonitos.

Neste dia da criança, eu não consigo pensar em fotografias que façam mais sentido partilhar que as da sessão da Benedita e da sua família que me deixou completamente apaixonada e rendida.

Spoiler alert: o dia acabou com uma grande birra da Benedita que não queria sair da água por nada.